IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Rosto da nota de real pareceria Susana Vieira se fosse verdadeiro?

Felipe Branco Cruz

04/06/2019 08h18

Já expliquei aqui no blog quem é a mulher que aparece nas cédulas de real. Mas você já imaginou como seria o rosto dela? O artista gráfico Robson Lami, 28, de Serra (ES), imaginou. E o resultado é impressionante.

Robson tem um canal no YouTube no qual ele posta vídeos apenas fazendo montagens como essas. Ele já imaginou como seria o rosto da sereia do Starbucks, da Mulan, do Dollyinho, da Mônica, do Naruto, entre outros.

Leia também:

Robson me contou que não saberia como o rosto da República iria ficar até que a montagem fosse finalizada

"Muitas pessoas me disseram que não sabiam que a efígie da República era uma mulher e que o resultado final ficou parecido com a Susana Vieira", disse.

O vídeo com a transformação da efígie da República em uma mulher de verdade tem quase 500 mil visualizações.

Cada vídeo de Robson demora, em média, dois dias para ficar pronto, e o mais visto do canal atingiu 5 milhões de visualizações, onde ele faz um "extreme makeover" com personagens da internet deixando-os mais bonitos.

Assista ao vídeo

A mulher do real

A mulher das notas de real é uma representação alegórica da República e seu nome é Marianne. Ela foi batizada pelos revolucionários franceses que utilizaram os nomes mais comuns entre as mulheres pobres da França no século 18: Marie e Anne.

Na França, até 1969, o busto de Marianne não era inspirado em nenhuma mulher em especial. O presidente Charles de Gaulle, no entanto, pediu para a atriz Brigitte Bardot servir de modelo para os novos bustos, que ornamentariam todas as prefeituras do país. A partir daí, a Associação de Prefeitos da França passou a escolher regularmente francesas famosas como inspiração, o que se tornou uma grande honra no país.

Além de Brigitte Bardot (1968), também já serviram de inspiração a atriz Michèle Morgan (1972), a cantora Mireille Mathieu (1978), a atriz Catherine Deneuve (1985), a modelo Inès de la Fressange (1989), a atriz Laetitia Casta (2000), a apresentadora Évelyne Thomas (2003) e a cineasta Sophie Marceau (2012).

No Brasil, Tônia Carrero pode ter inspirado a efígie da República das moedas de cruzeiro. Sobre essa história, eu escrevi bastante neste post, em homenagem à atriz.

Outros vídeos

Deixo aqui um agradecimento ao Plínio Pierry, do blog Collectgram, pela dica.


Siga o blog nas redes sociais e não perca nenhuma atualização:

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o Autor

Felipe Branco Cruz coleciona moedas e curiosidades. É jornalista com mais de 10 anos de experiência, com passagem pelos principais veículos de comunicação do país. Atualmente é repórter de entretenimento do UOL, onde escreve sobre cultura pop, música, cinema e comportamento.

Sobre o Blog

Cara ou Coroa é o blog de numismática do UOL. Por aqui você encontra reportagens e curiosidades sobre as cédulas e moedas do Brasil e do mundo.

Cara ou Coroa