Topo
Cara ou Coroa

Cara ou Coroa

Brasileiro cria app grátis com catálogo de mais de 100 mil moedas do mundo

Felipe Branco Cruz

2014-03-20T19:08:43

14/03/2019 08h43

Detalhe do app Collectgram

Colecionador de cédulas e moedas desde os 7 anos de idade, o goiano Plínio Pierry, 34, sempre sentiu dificuldades em catalogar e encontrar informações confiáveis sobre suas peças. A solução foi ele mesmo criar um aplicativo e resolver o problema.

O resultado foi o app Collectgram, disponível para iOS e Android, nos quais ele reuniu informações valiosas sobre 100 mil moedas do mundo inteiro, e que estão disponíveis de graça para todos. No site do app, o numismata também posta informações e reportagens sobre o assunto.

Leia também:

Conversei com o Plínio por telefone, e ele me contou que o interesse por moedas começou quando encontrou uma moeda enterrada no jardim, quando era criança. "Imaginei que era um tesouro, e desde então meu interesse foi crescendo".

A ideia de criar o app surgiu na faculdade de computação, como um projeto para gerenciar suas moedas.

O app ainda não tem as opções para venda e troca, mas permite ao usuário fazer um inventário de sua coleção e informar que tem a moeda X e deseja a moeda Y, por exemplo. Também não é possível ao usuário cadastrar fotos de suas próprias moedas. Plínio, no entanto, garante que essas funções já estão sendo trabalhadas e deverão ser implementadas em breve.

O numismata destaca ainda que seu app não informa o preço das moedas. "Preçários (lista de preços) costumam inflacionar o mercado. Meu interesse não era reproduzir os preçários que já existem. Meu objetivo era disponibilizar apenas informações sobre as peças".

Print das telas do app Collectgram

"Sempre tive dificuldades em encontrar um catálogo gratuito de moedas na internet. Entrei em contato com sites estrangeiros que catalogavam moedas e pedi para eles nos disponibilizarem gratuitamente suas informações para organizarmos num app. A dificuldade maior foi apenas organizar essas informações no mesmo padrão que o nosso", afirmou.

O aplicativo entrou no ar em março do ano passado, e o número de moedas cadastradas não para de crescer. Com o sucesso do app, Plínio abandonou o trabalho de gerente de tecnologia para focar 100% do tempo no desenvolvimento do aplicativo. "Foi uma decisão difícil, mesmo não tendo nem um real de receita". Hoje, ele tem três pessoas trabalhando no app no Brasil e outras duas em Portugal.

Para o futuro, Plínio pretende ampliar ainda mais o número de 100 mil moedas que ele já tem em seu catálogo e criar apps para as cédulas e também para selos.

App traz notícias sobre numismática e informações detalhadas sobre moedas

Petição

Diferentemente da numismática em Estados Unidos, Canadá, Inglaterra e outros países na Europa, a numismática brasileira, infelizmente quase não tem suporte dos órgãos governamentais.

Em parceria com associações, clubes e entidades ligadas à numismática, Plínio pretende encaminhar em breve para o novo presidente do Banco Central do Brasil uma petição solicitando maior apoio à numismática brasileira.

A petição terá como meta requisitar mais emissões de moedas e cédulas comemorativas de grande circulação, maior apoio institucional do Banco Central ao meio numismático e calendário de emissões com participação de numismatas.

Se você se interessa pelo assunto, a petição será enviada até o final deste mês e pode ser assinada no site oficial do Collectgram.


Siga o blog nas redes sociais e não perca nenhuma atualização:

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o Autor

Felipe Branco Cruz coleciona moedas e curiosidades. É jornalista com mais de 10 anos de experiência, com passagem pelos principais veículos de comunicação do país. Atualmente é repórter de entretenimento do UOL, onde escreve sobre cultura pop, música, cinema e comportamento.

Sobre o Blog

Cara ou Coroa é o blog de numismática do UOL. Por aqui você encontra reportagens e curiosidades sobre as cédulas e moedas do Brasil e do mundo.