Cara ou Coroa

Você sabia que a índia Pocahontas já apareceu nas notas de dólar?

Felipe Branco Cruz

27/02/2018 07h06

Reverso da cédula de US$ 20 que mostra o batismo de Pocahontas


Entre 1865 e 1869, a índia Pocahontas estampou as cédulas de US$ 20. Sim! Estamos falando da mesma índia da animação da Disney, embora a história do desenho seja diferente da vida real (lá embaixo eu explico melhor).

A Pocahontas (na foto) foi também a primeira mulher a aparecer na nota de dólar, só que ela não estava sozinha e, sim, no meio de um grupo de pessoas.

A primeira primeira-dama dos EUA, Martha Washington, foi a primeira mulher a aparecer sozinha nas cédulas americanas, entre 1886 e 1890, na nota de um dólar de prata. Leia mais aqui.

Vale lembrar que outras figuras femininas já haviam sido representadas nas notas de dólar, só que eram figuras mitológicas e não mulheres históricas, que existiram de verdade.

Pocahontas está representada no reverso (parte traseira) da nota no dia do seu batismo, em 1613 ou 1614, numa igreja anglicana, quando recebeu o nome cristão de Rebecca. O desenho é uma reprodução do quadro de John Gadsby Chapman, de 1839, em exposição no Capitólio dos Estados Unidos.

No anverso (parte da frente) da nota (veja abaixo) no lado direito vemos uma mulher carregando a bandeira dos Estados Unidos. Ao que tudo indica, esta imagem representaria uma alegoria da Liberdade, a mesma da Estátua da Liberdade, em Nova York.

Ainda no anverso, do lado esquerdo, aparece um outro desenho, que nada tem a ver com Pocahontas. Trata-se da batalha de Lexington, durante a Guerra da Independência dos EUA, que ocorreu mais de 100 anos depois da morte de Pocahontas.


Leia também:


O batismo de Pocahontas

“O Batismo de Pocahontas”, de John Gadsby Chapman, de 1839, em exposição no Capitólio dos EUA


Vários bancos

A cédula da Pocahontas foi emitida pelo National Bank, uma das instituições que eram autorizadas pelo governo americano a emitir dólar no final do século 19 e início do século 20.

O National Bank emitiu ainda cédulas com valores mais altos que US$ 100, colocando em circulação os valores de US$ 500 e US$ 1.000.

Os outros tipos de nota de dólar que circularam nos Estados Unidos foram a “United States Note” (também chamada de “Legal Tender Note”), “Compound Interest Treasury Note”, “Interest Bearing Note”, “Silver Certificate”, “Treasury Note”, “National Bank Note”, “Federal Reserve Note”, “Federal Reserve Bank Note”, “National Gold Bank Note” e o “Gold Certificate”. Cada uma delas com um desenho diferente.

No início do século 20, em decorrência da quebra da Bolsa de Nova York, todas essas cédulas foram extintas, restando apenas a Federal Reserve Note, emitida pelo Federal Reserve Bank, o banco central americano.

Anverso das cédulas da Pocahontas:

A cédula de US$ 20 de Richmond

Cédula de US$ 20 da índia Pocahontas de Newark

Cédula de US$ 20 da índia Pocahontas de Pittsburgh


Quem foi a índia Pocahontas?

É difícil ter certeza de como foi a vida da índia Pocahontas, já que tudo que se sabe sobre ela foi transmitido oralmente. Porém, uma coisa é certa: a história real de Pocahontas é bem diferente da contada pela Disney.

Da sua história, sabe-se que ela foi levada para a Inglaterra, onde teria sido recebida pelo rei. Ela morou algum tempo por lá e, antes de voltar para os Estados Unidos, contraiu uma doença (talvez pneumonia, varíola ou tuberculose) e morreu aos 22 anos na cidade inglesa de Kent. No local onde ela morreu, há uma estátua de bronze (foto) em tamanho real em sua homenagem.

Sabe-se ainda é que ela se casou forçada com o britânico John Rolfe. Da união, nasceu Thomas Rolfe. Quando adulto, Thomas viajou para os Estados Unidos, onde se casou com uma colona.

Dado o mistério que envolve a índia e o fato de ela ter deixado um filho, atualmente diversos americanos dizem ser seus descendentes. Inclusive alguns famosos, como duas ex-primeiras damas: Edith Bolling Galt Wilson, mulher de Woodrow Wilson, e Nancy Reagan, mulher de Ronald Reagan.

Recentemente, Donald Trump chamou de “Pocahontas”, de maneira pejorativa, a senadora Elizabeth Warren. A senadora, que é da oposição, costuma mencionar em seus discursos as suas raízes indígenas (que não são da tribo de Pocahontas) por parte de mãe.

Pocahontas foi uma personalidade importante na história da colonização dos Estados Unidos, porque ela foi usada para convencer os europeus de que os índios “poderiam se ocidentalizar” e que “não eram selvagens”. O casamento da índia com John Rolfe ajudou também a firmar uma paz entre os colonos e os nativos. É por isso que a personagem já ganhou a honra de estampar uma cédula de dólar.


Siga o blog nas redes sociais e não perca nenhuma atualização:

Sobre o Autor

Felipe Branco Cruz coleciona moedas e curiosidades. É jornalista com mais de 10 anos de experiência, com passagem pelos principais veículos de comunicação do país. Atualmente é repórter de entretenimento do UOL, onde escreve sobre cultura pop, música, cinema e comportamento.

Sobre o Blog

Cara ou Coroa é o blog de numismática do UOL. Por aqui você encontra reportagens e curiosidades sobre as cédulas e moedas do Brasil e do mundo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Cara ou Coroa
Cara ou Coroa
Cara ou Coroa
Cara ou Coroa
Cara ou Coroa
Cara ou Coroa
Cara ou Coroa
Cara ou Coroa
Cara ou Coroa
Cara ou Coroa
Cara ou Coroa
Cara ou Coroa
Cara ou Coroa
Cara ou Coroa
UOL Economia
Cara ou Coroa
Cara ou Coroa
Cara ou Coroa
Cara ou Coroa
Cara ou Coroa
Cara ou Coroa
Cara ou Coroa
Cara ou Coroa
UOL Economia
Cara ou Coroa
Cara ou Coroa
Cara ou Coroa
Cara ou Coroa
Cara ou Coroa
Cara ou Coroa
Cara ou Coroa
Cara ou Coroa
Cara ou Coroa
Cara ou Coroa
Cara ou Coroa
Cara ou Coroa
Cara ou Coroa
Topo